top of page
  • LM

5 hábitos noturnos que você deve ter para dormir melhor



Você sabia que passamos pelo menos um terço de nossas vidas dormindo? Por isso, manter hábitos noturnos saudáveis é fundamental para termos a disposição necessária para trabalhar, estudar, ter bons momentos de lazer e se relacionar com as pessoas ao longo dos dias.


Afinal, é muito difícil ter um dia produtivo quando dormimos mal e estamos cansados, não é mesmo?


De acordo com uma pesquisa realizada pela Fundação Oswaldo Cruz, 72% dos brasileiros sofrem com distúrbios relacionados ao sono, o que impacta diretamente a saúde mental e física do indivíduo.


O sono é um dos fatores básicos para se ter qualidade de vida e conseguir executar as atividades do dia a dia de forma prazerosa. E cultivar hábitos noturnos saudáveis é pré-requisito para ter uma boa noite de sono. Por isso, neste artigo, você vai conferir:


  • O que são hábitos noturnos?

  • Como os hábitos noturnos podem ajudar?

  • 5 hábitos noturnos para aplicar no seu dia a dia

  • Como a terapia pode resolver problemas no sono?


O que são hábitos noturnos?


Antes de mais nada, precisamos entender o que é hábito.


Um hábito é uma ação que se repete com frequência e regularidade. Em relação aos hábitos noturnos saudáveis, estamos falando sobre a rotina de ações que podem ser realizadas antes de dormir para que você tenha uma boa noite de sono.


É claro que não há uma regra ou um padrão a ser seguido. No entanto, especialistas citam alguns comportamentos que podem contribuir para um sono de mais qualidade. Lembre-se que você precisa encontrar o que se encaixa na sua rotina e o que pode ser aplicado à sua realidade.


Como bons hábitos noturnos podem ajudar?


Não precisamos nem mencionar a importância de uma boa noite de sono para que uma pessoa consiga realizar suas atividades diárias, não é? Além disso, um sono de qualidade faz com que o indivíduo se sinta bem consigo mesmo.


Inclusive, existe uma relação direta entre dormir bem e ter mais saúde mental. A privação do sono pode gerar problemas como estresse, perda de memória, atenção, capacidade de aprendizagem e queda da produtividade.


Vale ressaltar ainda que uma das funções do sono é regular a serotonina e melatonina, hormônios responsáveis pelas oscilações do humor.


Nesse sentido, o sono está inevitavelmente relacionado à qualidade de vida, uma vez que impacta na disposição, produtividade e bem-estar.


5 hábitos noturnos para aplicar no seu dia a dia


Há uma série de hábitos noturnos que podem facilmente ser aplicados na sua rotina para que você tenha uma boa noite de sono.


Todas as ações que tomamos antes de dormir podem influenciar de forma positiva ou negativa a qualidade do sono, portanto, é fundamental repensar sua rotina e adotar hábitos mais saudáveis.


Veja algumas dicas:


1. Cuidado com o excesso de trabalho


Atualmente, com o home office e até mesmo no modelo de trabalho presencial, as pessoas passam longas horas executando suas atividades corporativas.


É fundamental estabelecer limites e definir horários para começar e encerrar suas atividades, visto que prolongar sua jornada de trabalho além do que é considerado saudável pode gerar estresse.


Além disso, uma vez que você ultrapassa seus limites, acaba tirando horas que poderiam ser aplicadas em momentos de lazer para trabalhar mais, o que afeta sua qualidade de vida de forma geral.


2. Estabeleça uma rotina de sono regular


Os seres humanos têm um ritmo natural conhecido como ritmo circadiano, responsável por regular padrões de sono e vigília durante o dia.


Então, a melhor forma de ter uma boa noite de sono é estabelecendo horários, ou seja, impondo horários para dormir e acordar todos os dias. Ter essa consistência em sua rotina é fundamental para que o corpo se adapte naturalmente.


3. Evite telas antes de dormir


Outro ponto importante para ter uma boa noite de sono é evitar telas antes de dormir. Dispositivos eletrônicos, tais como computadores, celulares e tablets, possuem uma a luz azul que interfere na produção de melatonina, ou seja, hormônio que regula o sono.


Além do mais, assistir conteúdos e ficar mandando mensagens pode te deixar ansioso e disperso, atrapalhando o processo de indução ao sono.


4. Leia um livro


Ainda que você não goste de ler, a leitura é uma ótima opção para melhorar o seu sono, uma vez que se trata de uma atividade silenciosa, muito diferente de vídeos ou filmes. Quando você cria o hábito de ler antes de dormir, automaticamente provoca relaxamento ao corpo e faz com que seu organismo entenda que sua mente está tranquila.


Isso acontece porque, quando se torna um hábito, seu corpo entende que aquele momento está acontecendo pois chegou a hora de relaxar. E vale ressaltar ainda que a leitura ajuda a relaxar a mente e os músculos, evitando que os problemas do dia a dia surjam.


5. Evite refeições pesadas


Sabe aquela sensação de comer mais do que devia? Pois bem, ao consumir alimentos pesados ou gordurosos antes de dormir, você pode sofrer com indigestão e sono, o que afeta significativamente a qualidade do sono.


E um estudo realizado em parceria entre as universidades da Pensilvânia e Harvard comprova isso. A pesquisa foi feita nos EUA, em 2016, com mais de 15 mil homens de 58 a 93 anos, e revelou que os insones e que se sentiam mais cansados consumiam mais calorias durante o dia.


O ideal é que você consuma alimentos que ajudam a relaxar. O indicado é comer banana, abacate e leite, que são fontes de triptofano, uma substância que contribui para a liberação de melatonina, o hormônio do sono.


Outra opção também são os carboidratos complexos, como cereais integrais e gorduras insaturadas.


Como a terapia pode resolver problemas no sono?


Por fim, não podemos terminar este artigo sem mencionar que problemas para dormir podem estar relacionados às questões da saúde mental, como transtornos de ansiedade, depressão, burnout, entre muitos outros.


Na maioria das vezes, é necessário ter o entendimento da raiz do problema, que pode estar ligado a outras questões. E um psicólogo ou psiquiatra vão exercer um papel essencial nesses casos, entendendo padrões de comportamento e pensamentos, contribuindo no autoconhecimento e criando estratégias para enfrentar a insônia.


Se você quer encontrar um psicológico e não sabe como, clique aqui que podemos te ajudar!

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page