top of page
  • LM

6 dicas para estimular o cérebro



Você já esteve em uma situação em que esteve tentando desesperadamente lembrar o nome de alguém ou de um lugar, mas simplesmente ficou tudo em branco?


Muitas vezes ouvimos que a memória diminui com a idade, mas o mesmo ocorre com outras funções cognitivas – como o raciocínio.


Mas espere, há esperança. Existem muitas maneiras de "reconectar" nosso cérebro.

Então, se você quer aumentar o volume do seu cérebro, prepare-se para exercitá-lo seguindo as dicas abaixo.


1. Exercício aumenta o cérebro


É verdade – nosso cérebro cresce à medida que nos exercitamos.


A atividade física aumenta as sinapses, fazendo mais conexões no cérebro e ajudando a formar células extras.


Uma boa saúde cardiovascular também significa que você pode fornecer mais oxigênio e glicose ao cérebro e eliminar as toxinas.


Se você puder se exercitar ao ar livre, melhor ainda - terá o benefício adicional de absorver mais vitamina D.


Combine o exercício com a exploração de diferentes ambientes, novas maneiras de fazer as coisas ou compartilhar ideias - para aumentar suas chances de novas células nervosas novas formarem um circuito adequado.


Por exemplo, se você gosta de jardinagem, junte-se a uma horta comunitária e faça amigos enquanto cava, ou junte-se a um grupo em vez de ir sozinho.


O mais importante é garantir que você esteja se divertindo - um desejo de se envolver em atividades que ajudem a aumentar os efeitos do exercício e da interação social no cérebro.


2 . Memória em movimento


É uma técnica apoiada por cientistas e há muito reconhecida nos círculos teatrais. Se você tentar se lembrar de algo enquanto caminha, é mais provável que a informação seja lembrada.


Da próxima vez que você estiver prestes a fazer um discurso ou apresentação, que tal dar um passeio ou dançar para ajudar a fixar o conteúdo?


3. Coma os alimentos certos


Cerca de 20% do açúcar e da energia que você consome entram no cérebro, tornando a função cerebral dependente dos níveis de glicose.


Comer algo que você gosta libera dopamina, que ativa as áreas de recompensa do cérebro. É por isso que você se sente bem quando come certos alimentos.


Mas, além de nutrir os mecanismos de recompensa do seu cérebro, você também precisa alimentar seu intestino com cuidado.


Existem mais de 100 trilhões de bactérias no sistema digestivo humano, que estão conectadas ao cérebro através do eixo intestino-cérebro. O equilíbrio desses micróbios é fundamental para a saúde da mente.


Na verdade, o intestino costuma ser chamado de "segundo cérebro". Uma dieta variada e saudável ajuda a manter essas bactérias em sincronia e seu cérebro saudável.


As células cerebrais são feitas de gordura, por isso é importante não eliminar a gordura de sua dieta.


Os ácidos graxos essenciais encontrados em nozes, sementes, abacates e peixes são bons para o desenvolvimento do cérebro, assim como o alecrim e o açafrão.


Tente também comer com outras pessoas - a socialização pode reforçar os benefícios de uma boa dieta saudável para o cérebro.


4. Desligue e relaxe


Algum nível de estresse é necessário porque nos ajuda a responder rapidamente em caso de emergência. O estresse produz o hormônio cortisol que, ao ser liberado, nos dá energia e ajuda a concentrar.


Mas períodos prolongados de ansiedade e altos níveis de estresse podem ser muito ruins para o cérebro. Por isso, é importante aprendermos a “desligar” de vez em quando e dar um tempo para essa parte do cérebro.


Ao desconectar, você exercita uma parte diferente do seu cérebro: a chamada rede neural de modo padrão, que nos permite sonhar e é importante para consolidar memórias. Ao "desconectar" do mundo exterior, permitimos que essa parte do cérebro seja ativada e faça seu trabalho.


Então, da próxima vez que você for pego sonhando acordado no trabalho, explique ao seu chefe que você está fazendo uma atividade cerebral importante.


Se você acha difícil relaxar, por que não tentar técnicas de relaxamento como a meditação, que podem ajudar a diminuir os níveis de hormônio do estresse?


5. Ouça música


Estudos têm mostrado que a música estimula o cérebro de uma forma muito peculiar. Quando você olha para as imagens cerebrais de alguém ouvindo música ou tocando música, quase todo o órgão está ativo.


A música pode melhorar a cognição geral e, quando somos afetados por certas doenças, como a demência, as memórias musicais costumam ser as últimas a desaparecer.


Junte-se a um coral ou compre ingressos para ver sua banda favorita. Todo mundo sabe que dormir é importante.


6. Acorde bem


Se você dorme menos de cinco horas, não é tão forte mentalmente. Se você dormir mais de 10 horas, sentirá os efeitos do "jet lag". Mas a chave para ajudá-lo a ter um melhor desempenho ao longo do dia é como você acorda.


O ideal é dormir em um quarto escuro que aumenta gradualmente a luz natural ao acordar. Essa luz penetra nas pálpebras fechadas e estimula o cérebro, dando-nos uma resposta de cortisol mais forte ao acordar.


A quantidade de cortisol em seu corpo quando você acorda afeta o desempenho do seu cérebro durante o dia. Invista em um despertador que brilha no escuro que simula a luz do sol para ajudá-lo a acordar naturalmente. Para quem tem sono profundo, vale a pena se certificar de que o despertador venha com um alarme de som tradicional acoplado.


6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page