top of page

Transtornos mentais: o que o ursinho Pooh nos ensina?



O carismático Ursinho Pooh apareceu pela primeira vez nos livros em 1921, e sua história marcou uma geração de crianças e adultos. Em 2018, ele retornou com o live-action, Christopher Robin – Um Reencontro Inesquecível.


No filme, Christopher Robin, dono e criador do Ursinho Pooh (Ewan McGregor), cresceu. Ele estava infeliz quando foi forçado a trocar seu tempo livre com sua esposa e filha por um emprego. Em um momento de desespero, ele conhece Pooh, que o ajudará a encontrar os princípios esquecidos. O design foi inspirado no trabalho de Alan Alexander Milne e foi originalmente intitulado "Winnie the Pooh".


Mas o que isso tem a ver com psicologia? Poucas pessoas sabem, e algumas especulam que a ingênua e engraçada história do ursinho também está ligada à saúde mental.


Ursinho Pooh e os transtornos mentais


É impossível saber se os criadores pretendiam fazê-lo, mas pesquisadores da Ave University (Canadá) conduziram um estudo e encontraram evidências suficientes nos episódios analisados ​​para apoiar esse argumento.


Exemplos de doenças mentais descritas na literatura infantil não são incomuns, embora não sejam explícitos. No entanto, temas desse tipo devem emergir desde os primeiros anos de vida.


Os resultados do estudo foram publicados pela Canadian Psychological Association. Segundo a pesquisa, todos os personagens do desenho do Ursinho Pooh representam um transtorno mental. Abaixo você pode ver quais doenças são manifestadas por cada uma.


Pooh


Segundo a pesquisa, o Ursinho Pooh sofre de transtornos alimentares, representados por sua necessidade constante de comer mel, além de transtorno de déficit de atenção e hiperatividade ou TDAH. Neste último, é difícil focar em uma atividade e há compulsão e fixação em algum momento. O TDAH é representado por seus pensamentos desordenados, esquecimento e observações aleatórias.


Leitão


Acredita-se que o personagem Leitão represente o Transtorno de Ansiedade Generalizada. Isso é fácil de ver em seu comportamento constantemente ansioso. Tudo o que aconteceu ou poderia acontecer levantou alarmes. Movimentos súbitos e ruídos diferentes são suficientes para fazer o pobre porquinho correr. Portanto, ele prefere a calma e a distração de estar perto de Pooh.


Tigrão


Assim como o Ursinho Pooh, mas com foco no TDAH, o Tigrão é representado pelo transtorno de déficit de atenção e hiperatividade. Ele é muito ativo, mesmo sabendo que precisa de uma pausa. Tigrão também possui controle de impulsos, assumindo que todos ao seu redor estarão interessados ​​no que ele está fazendo. Ele também parece ter transtorno bipolar, onde seu humor mudou repentinamente de muito feliz para muito triste.


Bisonho


Talvez o distúrbio mais notável de Bisonho seja a depressão. Ele sempre teve uma visão triste e negativa da vida, nunca teve emoções tão positivas como alegria e entusiasmo. Essa depressão grave, também conhecida como distimia crônica, o manteve em um estado de mau humor persistente. Isso o leva ao ponto em que você está satisfeito com sua dor.


Abel


O transtorno obsessivo-compulsivo é uma característica distintiva da personalidade de Abel. Sua energia raivosa é gasta contando, recontando, organizando e reorganizando tudo e todos em sua vida. Chega ao ponto em que incomoda seus amigos. Onde quer que algo desse errado, Abel estava lá para consertar.


Guru


O canguru Guru é superprotegido por sua mãe canguru e mostra sinais de autismo. Embora sua mãe muitas vezes a alertasse sobre sua segurança, ele raramente notava o que estava acontecendo ao seu redor. Isso o faz cair em situações perigosas diversas vezes. Além disso, sua outra atividade preferida é ficar na bolsa de sua mãe, sem muito interesse em aventuras. Esses dois extremos definem seu autismo.


Corujão


Dentro do desenho Ursinho Pooh, o personagem Corujão é o único capaz de ler e escrever. Por essa razão, ele frequentemente faz sinais charmosos de sabedoria. No entanto, ele apresenta alguns erros e demonstra lentidão em sua leitura, representando sua dislexia.


Cristovão


Por último, o menino Cristovão, que vê todos os personagens, sofre de esquizofrenia. Todos os personagens são considerados a imaginação de sua mente criativa. Cada um é um reflexo do seu humor.


No entanto, ao contrário da crença popular, a esquizofrenia não faz com que uma pessoa veja ou ouça coisas que não existem. Sua palavra vem do grego e significa “pensamento separado”, ou seja, fora da realidade. Por isso, Cristovão possui sua grande coleção de amigos imaginários.

A importância de conhecer os transtornos mentais


O transtorno mental ou emocional é uma doença mental diagnosticada por um profissional de saúde psicológica. Neles, padrões comportamentais ou psicológicos causam angústia, anormalidades ou incapacidade de funcionar de forma saudável na vida cotidiana.


De qualquer outro tipo de problema de saúde, a dor e a incapacidade são as características mais proeminentes. Eles podem ser causados ​​por fatores biológicos, ambientais ou psicológicos, independentemente de raça/gênero/idade/classe cultural/econômica. Ou seja, eles podem afetar qualquer pessoa em qualquer fase da vida. Para atingir completo bem-estar físico, psíquico e emocional, é fundamental ter conhecimento desses transtornos e identificá-los o quanto antes.


5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Kommentare


Post: Blog2_Post
bottom of page